Os sete passos para sair com classe

Os sete passos para sair com classe

Reagir

Como pedir demissão e deixar as portas da empresa abertas.

Portas fechadas uma aberta
Antes de tudo, é bom ter em mente que na maioria das vezes, as portas irão fechar-se num primeiro momento. Porque nenhuma empresa fica feliz e satisfeita quando perde um bom funcionário. Porém, existe sempre a possibilidade de a porta ser fechada, mas não trancada.

Então, aqui vão os 7 passos para sair com classe:

1. Ao comunicar a demissão, não assuma uma atitude de superioridade, como se estivesse a insinuar que a nova empresa descobriu em si, todas as qualidades que a actual empresa não foi capaz de descobrir.

2. Se a reacção de seu superior for má, e se você for acusado de ingratidão, de traidor ou de qualquer coisa do gênero, entenda isso como um desabafo momentâneo. Não entre numa discussão que poderá transformar a sua saída num confronto desnecessário e inútil.

3. Não se sinta culpado por estar a sair. E nem se sinta obrigado a dar todas as explicações sobre a função e o salário que irá ter na nova empresa. Essas são informações que dizem respeito apenas a si e à sua nova empresa.

4. Por mais vontade e por mais razão que possa ter para criticar alguma coisa, controle-se. Agradeça apenas as boas oportunidades que recebeu.

5. Entregue ao seu chefe um pequeno relatório sobre os detalhes da sua função, que possam auxiliar na integração e na adaptação do seu sucessor. São poucos os demissionários que fazem isso. Mas essa é a melhor demonstração que a sua preocupação para com a empresa não terminou no momento em que decidiu demitir-se.

6. Não faça uma carta geral de despedida. Peça apenas o e-mail dos colegas com os quais considera que vale a pena continuar a ter um relacionamento. Depois, mande uma mensagem pessoal e especial para cada um deles. Alguns desses contactos poderão vir a ser-lhe muito úteis no futuro.

7. Trabalhe no último dia do seu aviso prévio, como se fosse o primeiro. De todas as impressões que irão ficar depois de sair, essa será a mais duradoura.

Max Gehringer

Autor: Carlos Barros

Artigos recomendados

Deixe uma resposta

Para que a sua visita neste website seja tão cómoda quanto possível, utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar neste site, concorda com a nossa política de cookies.